A quem possa interessar.

13:54

Sabe quando certas coisas acontecem na vida e de certa forma te fazem pensar em tudo que viveu e presenciou até os dias de hoje?! Ando me sentindo assim meio que anestesiado pelos socos que a vida vem me dando, ainda não sei como não fui a nocaute. Mas ai fico pensando e pesando as coisas e percebo que as pessoas talvez me vejam de forma errônea, talvez não seja tudo assim.


Não me enxergo assim tão bom, sei de minha essência e do que carrego no coração. Conheço meu caráter e prezo a educação que recebi. Mas quem sabe eu não seja mesmo com mais erros que acertos. Quem sabe meu jeito machuque mesmo quem esta por perto. Eu já fui mais corajoso, acreditava naqueles 5 minutos de coragem que todo mundo tem que ter e fazia minha vida repleta de 5 minutos. Já acreditei cegamente nas pessoas, embora hoje ainda tenha esperança e acredite no ser humano, já não mergulho de cabeça nisso, as pessoas estão se tornando cada vez mais rasas.

Já apostei meus caminhos no amor, rompi barreiras, inclusive as minhas, minhas maiores dificuldades pelo sentimento, por pessoas, por sonhos. Hoje sou meu maior obstáculo. Hoje ando com medos maiores, receio das dores, pesos que são o dobro de mim. A quem possa interessar, a quem um dia ouse se aproximar, que entenda que eu já não sou fácil de lidar. Entre traições, mentiras, imposições, fui dando passos pra trás e meus pés permanecem ali, atrás, imóveis antes de confiar parte de mim a quem quer que seja, a qualquer historia que seja.

Por isso aos que queiram se aproximar, digo que sei ser amigo, digo que sei cuidar. Sei ouvir, sei dar conselhos mas a confiança pode demorar, não que não mereçam, não que eu me sinta melhor, eu sou pequeno diante de tudo que já vivi e sabem como é "gato escaldado". Aqui vais encontrar teimosia, costumo dizer que sou pior que mula quando empaca. Vais encontrar companheirismo, tenho o costume de deixar minhas dores e problemas guardados no bolso pra me fazer companhia se precisar, vais encontrar chatice por que não costumo passar a mão na cabeça quando há erros, embora também erre bastante.

Tenho a empatia no sangue e sempre me compadeço da dor alheia e da alegria também e assim como todos, tenho dias bem fáceis e outros que nem sei como e por que acordei. É nesses dias que conhecerão o pior de mim, não que eu desconte sempre tudo nos outros, mas me fecho ainda mais. Evito conversas, evito contatos principalmente quando meus maiores monstros estão em conflitos dentro de mim. A quem possa interessar viver nunca foi fácil, pra mim então nem se fale. Pra me tirar do meu mundo tem que primeiro saber viver nele, e poucos sabem.

Talvez você goste de:

10 comentários

  1. que belo texto tem muito amor envolvido ai,fico surpreendida com a forma que escreve e descreve os sentimentos

    ResponderExcluir
  2. Nossa, texto incrível! Me identifiquei. Principalmente nos dias em que "me fecho" para não descontar nos outros, nessa fase as pessoas tendem a pensar algo ruim de mim.
    Beijos

    www.juhlihipy.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem sempre é facil entender o que passa dentro do outro Juliana, mas não se preocupe.

      Excluir
  3. Uau😱
    Fico assim quando os sentimentos de alguém são muito meus também. Mas sabe de uma coisa, depois de um tempo eu aprendi que apesar dos joelhos ralados e do medo de me machucar, acreditar é o que ainda me mantém de pé. Não podemos perder a fé em todas as pessoas.
    Ainda há aqueles por quem valha continuar.
    Parabéns moço, você expressa bem o que sente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda há aqueles por quem vale a pena continuar, disse tudo Alessandra. E é só por esse que continuo.

      Excluir
  4. "Pra me tirar do meu mundo tem que primeiro saber viver nele, e poucos sabem." Bem eu, já levei muitos tombos, só tenho as marcas que ficaram...
    Em processo de evolução. Realmente poucos sabem, talvez seja a razão dos meus muitos tombos.rsrs
    Adorei o texto! bj
    www.pilateandosonhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todo mundo vive em um mundo particular né, qualquer relação ate mesmo em amizade consiste em entender e viver um pouco no mundo do outro. Obrigado Ciana!

      Excluir
  5. Todos nós estamos em construção. Cabe perguntar se estamos satisfeitos com os dividendos que estamos colhendo, fruto das escolhas. Depois do 30 eu aprendi que a vida é muito curta pra viver isolada e viver em fortalezas quando tudo que eu almejo se encontra do outro lado da minha dor, do outro lado do meu medo, do outro lado da minha ferida.
    Fica bem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente aprende mais a cada dia né Gi, eu chego lá! Obrigado, você tambem!

      Excluir